top of page

A promessa do novo Supercondutor LK-99

Atualizado: 31 de mai.


No transporte de energia elétrica em situações de grande escala, como a transmissão de energia das usinas elétricas até as casas domiciliares, ou até mesmo em situações de pequena escala, como carregar um celular, ocorrem perdas de energia devido às propriedades do material. Dessa forma, os pesquisadores estão sempre buscando meios de tornar essa perda energética mínima, assim, procurando o supercondutor.


O que seria um Supercondutor?


Por conta dos avanços tecnológicos, os supercondutores surgem como um material super desejado na busca por eficiência e inovação. Esses materiais possuem a notável capacidade de conduzir eletricidade sem resistência quando submetidos a temperaturas extremamente baixas, fazendo com que a eficiência no transporte de energia seja o mais próximo de 100%. Essa característica, denominada supercondutividade, representa uma revolução potencial na área da eletrônica e da energia.


O que é o LK-99?


O LK-99, sigla em homenagem aos pesquisadores coreanos do projeto Sukbae Lee e Ji-Hoon Kim, é um supercondutor pioneiro desenvolvido por uma equipe de pesquisadores visionários, o LK-99 é uma amálgama (uma liga metálica de mercúrio com outros metais) de materiais inovadores que, quando submetidos às condições ideais, manifestam propriedades supercondutoras extraordinárias.


Ao contrário de supercondutores convencionais, o LK-99 não se limita apenas a temperaturas ultra baixas. Sua formulação única permite que ele atinja o estado supercondutor em temperaturas mais acessíveis, resultando em uma gama mais ampla de aplicações práticas e proporcionando uma melhora tecnológica.


Quais as melhorias que o Supercondutor Ofereceria?


O potencial do supercondutor é vasto e impactante. Ao eliminar a resistência elétrica, ele poderia revolucionar a transmissão de energia, tornando-a mais eficiente e econômica. A perda mínima de energia durante a condução elétrica também abriria portas para sistemas de armazenamento de energia mais eficazes, contribuindo para a estabilidade das redes elétricas.


Em termos práticos, ele não é apenas um avanço científico, é uma promessa de um futuro mais sustentável, com tecnologias que otimizam a utilização de recursos e reduzem nosso impacto ambiental.


Supercondutor LK-99 ‘desmascarado’


O LK-99 provocou muita polêmica devido às inúmeras possibilidades de aplicações da tecnologia, o que levou a sua investigação. Após um estudo realizado por cientistas da Academia Chinesa de Ciências (CAS), evidências apontaram que LK-99 na verdade não é nenhum tipo de supercondutor pois foi construído com impurezas que forneciam características de supercondutividade.


Uma revisão por pares dos cientistas chineses provou que o LK-99 não pode atuar como supercondutor à temperatura ambiente e que suas propriedades de supercondutividade só ocorriam por conta de suas impurezas, ao contrário do que mostrava os artigos não revisador publicados pelos sul-coreanos. Assim, a existência de um supercondutor deixa a realidade e volta para o mundo das ideias até que seja provado o contrário.


Gostou do Conteúdo?

 

Gostou de aprender mais sobre tecnologias da atualidade e seus impactos no mundo? Então nos siga nas redes sociais para sempre estar por dentro de novidades!

Caso tenha ficado interessado em descobrir como a 3E Unicamp pode te ajudar, entre em contato conosco AGORA mesmo de forma 100% gratuita e sem qualquer compromisso!


82 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page